TODOS QUE AMAM

16 de fevereiro de 2014

O PERIGO EM INGERIRMOS LEITE DE VACA!!! CUIDADO PERIGOSO!!

FAÇO LEITURA DO TAROT E NUMEROLOGIA: 015 9 96 46 63 25 E 015 981 09 65 94








  Em fazendas comerciais, os bois e as vacas que deixam de dar leite são abatidos.

Durante a maternidade, a vaca produz e libera o leite devido ao amor maternal. É indiscutivelmente um ato de amor. Quem lida com esses animais no curral sabe que cada vaca tem uma personalidade e um temperamento particular. Esses animais, apesar de enormes, são muito sensíveis e relacionam-se perfeitamente com os seres humanos. Já tenho presenciado coisas impressionantes: vi, por exemplo, numa fazenda do Movimento Hare Krishna, uma vaca que por oito anos fornecia leite sem ter crias. Ela vivia tão feliz que seu leite nunca parava de ser produzido e assim ela podia satisfazer muita gente.
Terapia da Vaca
Um argumento bem conclusivo que diferencia a classe bovina dos outros animais é o fato de que o seu excremento, ao invés de ser nojento e repugnante como de todos os animais, humanos incluídos, pode ser manuseado e é dito que tem, inclusive, propriedades antissépticas. Nas zonas rurais na Índia, é comum espalhar o esterco do gado pelo chão e paredes. Outra prática comum é amassar o esterco e formar umas “bolachas” achatadas, que são secadas ao Sol e usadas como material combustível para a cozinha. Diz-se que produz a melhor chama para se cozinhar.
Na Índia, conhece-se bem as propriedades terapêuticas dos derivados lácteos. Tanto o leite e derivados, como o iogurte, quanto o esterco e a urina da vaca têm poderosos efeitos terapêuticos. Oghi, então, pode fazer milagres. Qualquer raça bovina produz o ghi, que é usado na culinária e na medicina. Todavia, existe uma raça específica que produz o ghi mais poderoso. São as vacas branquinhas de Vrindavana, um tipo de raça nerole. Essas vacas dão pouco leite e, ainda por cima, ralo. Mas o ghi produzido desse leite tem um valor terapêutico tremendo. Quanto mais velho o ghi, mais ativo. Pode ficar enterrado por dez anos ou mais, e, assim, seu poder terapêutico será mais ativo.
-14 SI (artigo - Alimentação) Além do Vegetarianismo (4000) (pm) (pn)11
O queijo consumido em excesso faz os mesmos estragos no organismo que a carne.
Um dos argumentos contra o leite é que ele produz mucos. É por isso que não se deve tomar frio e, mesmo quente, deve ser tomado em pequenas quantidades. Para neutralizarmos a tendência de produzir mucos, deve-se acrescentar o turmeric, ou cúrcuma em pó, que tem coloração amarela. Aqui no Brasil é chamado de açafrão. O uso do leite deve ser bem moderado. É um alimento forte e, em excesso, trará distúrbios ao organismo. O queijo consumido em excesso faz os mesmos estragos no organismo que a carne. Tenho presenciado lacto-vegetarianos promovendo verdadeiras orgias de queijos. Pode ser que seja um festival para a língua, mas força muito o aparelho digestivo e produzama, resíduos não digeridos que apodrecem dentro do organismo.
Leite Industrializado
Uma coisa que concordamos cem por cento com o pessoal vegan é que o leite industrializado é de péssima qualidade. Primeiro porque, como todo alimento industrializado, possui conservantes químicos que definitivamente devem ser evitados o máximo possível. Segundo porque as vacas, para que suas produções sejam aumentadas, são tratadas com produtos químicos (hormônios, remédios contra vermes e carrapatos, e outros produtos da indústria veterinária) e com rações que contêm produtos muito duvidosos para a saúde dos animais. O maior escândalo que o mundo assistiu recentemente foi a epidemia das “vacas loucas”, causada pelo uso de rações que eram recheadas com sangue e ossos dos animais já abatidos. A Natureza naturalmente rebelou-se contra esses abusos.
-14 SI (artigo - Alimentação) Além do Vegetarianismo (4000) (pm) (pn)12
15 996 46 63 25 E 015 981 09 65 94













MAIS POSTAGENS

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM