TODOS QUE AMAM

16 de fevereiro de 2014

O ASSUNTO DO LEITE É MUITO DELICADO

FAÇO LEITURA DO TAROT E NUMEROLOGIA 015 996 46 63 25 E 015 981 09 65 94









Cultura Védica 
A questão do leite é um assunto bem delicado. A dieta vegan, entre outras, rejeita terminantemente. Leite, para eles, só de soja. Já para os devotos, o leite da vaca é muito apreciado.
Para começar, Krishna é o vaqueirinho transcendental. Na primeira infância, Krishna era chamado demakhana-chora, “o ladrãozinho de manteiga”; o leite é chamado nas escrituras de “religião líquida”; oghi é o elemento indispensável para o ritual de sacrifício de fogo, agni-hotra; a vaquinha kamadhenupode suprir quantidades ilimitadas de leite; o elixir da imortalidade, soma-rasa, surgiu da agitação do oceano de leite – são muitas histórias da cultura védica relacionadas ao leite.
-14 SI (artigo - Alimentação) Além do Vegetarianismo (4000) (pm) (pn)9
Krishna pastoreando junto de Seus amigos gopas.
Além disso, é dito que um copo leite quente ao dormir produz um efeito que nenhum outro alimento produz: alimenta as células da área cerebral que lida com assuntos espirituais. Na cultura védica, a vaca e o boi são os animais mais próximos à sociedade humana. A convivência entre esses animais e o homem é completamente natural e harmoniosa. Contudo, em nossa sociedade moderna, eles perderam essa posição para a classe canina, que funciona como expansão do ego da pessoa.
Mamãe Vaca
O leite é uma dádiva especial de uma de nossas mães, a vaca. Esse é o status da vaca na cultura védica. Assim como a mãe biológica amamenta o bebê com leite materno, a vaca também fornece seu leite para a sociedade humana. É dito por alguns opositores do consumo de leite que tirar o leite da vaca seria um ato desumano, que o leite pertence ao bezerro e não se deixa praticamente nada para ele. Isso certamente pode ser que ocorra entre pessoas muito gananciosas e materialistas e deve ser repudiado.
Uma vez li que, em fazendas produtoras de leite nos Estados Unidos, vacas que não produzissem mais do que trinta litros diários eram mandadas ao matadouro, pois ficavam inviáveis economicamente, devido ao alto custo das rações, hormônios e remédios que eram investidos nelas. Sei também que vacas leiteiras da melhor qualidade são usadas como reprodutoras. Assim que o feto começa a se desenvolver em seu ventre, ele é retirado por meio de uma cesariana e introduzido no ventre de outras vacas de menos raça que a mãe original. Com isso o tempo da gravidez da vaca reprodutora diminui sensivelmente e ela, ao invés de parir uma cria por ano, produzirá dez. Pode ser que esse procedimento aumente os lucros do produtor, mas é o suprassumo da ganância, maldade e insensibilidade.
O que realmente acontece é que a vaca produz muito mais leite do que o bezerro pode consumir. Se deixarmos o bezerro beber todo o leite diário que sua mãe produz, ele vai sofrer de diarreia. Por outro lado, se não extraímos todo o leite do úbere da vaca, ela sofrerá e terá problemas nas tetas. Dessa forma, o consumo de leite pela sociedade humana é algo completamente natural. No lado masculino, o boi deve ser empregado para atividades que exigem força, como tração e aração. Hoje em dia, com a mecanização das atividades rurais, o boi perdeu sua função para o trator. Só resta mesmo mandá-lo para o matadouro.


































MAIS POSTAGENS

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM