TODOS QUE AMAM

22 de março de 2014

A SERENIDADE







Serenidade pode ser definida como um estado de alma próximo do ponto de equilíbrio: nem euforia e nem tristeza, nem excitação e nem apatia...

Serenidade é conquista difícil, derivada de grandes avanços subjetivos. Os mais serenos se desgastam menos e são mais agradáveis no convívio.

Um elemento básico para alcançarmos alguma serenidade consiste em nos livrarmos das mágoas e ressentimentos que povoam nossa subjetividade.

Nem sempre é fácil reconhecermos os fatos que nos provocaram enormes ressentimentos: muitos foram causados por nossos entes mais queridos.

O maior problema é conseguirmos nos livrar das antigas mágoas e ressentimentos: qualquer pequeno avanço nessa rota já trará um grande alívio.

Conseguir esvaziar totalmente nosso "pote de mágoas" talvez seja tarefa impossível. Porém, penso que é essa a direção que deveríamos seguir.

Flávio Gikovate
                                                                         

MAIS POSTAGENS

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM